Professor do Ensino Superior AVALIAÇÃO DO DANO CORPORAL

Mamede Albuquerque

Rua de Tomar, nº 2, 3000/401 Coimbra
https://pmadac.com

917766093
mamede.albuquerque@gmail.com

Contribuição para o estudo do efeito do exercício físico na mineralização óssea - estudo de 200 casos

Contribuição para o estudo do efeito do exercício físico na mineralização óssea - estudo de 200 casos

De colaboração com o Drs. Vitor Rodrigues, Paulo Lourenço, Francisco Lucas,  Orlando Soares e Luís Pereira - 6º Autor - (REVISTA PORTUGUESA DE MEDICINA DESPORTIVA 14:61-70 - 1996).

Os autores pretenderam contribuir para o esclarecimento da relação prática do exercício físico/densidade mineral óssea, analisando os resultados dos estudos densitométricos do fémur e da coluna efectuados numa população sem patologia ou factores de risco conhecidos para a osteoporose. Os 200 indivíduos estudados (73H e 127 M) foram repartidos em cinco grupos: sedentários, com antecedentes desportivos, com exercício físico irregular, com exercício físico uma ou duas vezes por semana e com exercício físico diário. Os dados obtidos sugeriram que os indivíduos com maior regularidade de prática de actividade física apresentavam uma maior densidade mineral óssea.